Home Saúde Saúde Alimentos que fazem bem para a saúde da grávida e do bebê
Alimentos que fazem bem para a saúde da grávida e do bebê PDF Imprimir E-mail
Qui, 11 de Abril de 2013 18:29

Cada vez mais, novos estudos mostram a relação entre o que você come e a saúde do seu bebê ainda na barriga. Confira ainda 15 alimentos que vão fazer diferença para vocês dois.

Ana Paula Pontes e Lúcia Barros

1.Aveia

Carboidratos complexos como a aveia são ótimos para oferecer por mais tempo uma sensação de saciedade, evitando que você coma demais. O grão de aveia ainda tem o poder de baixar os níveis de colesterol. Um mingau ou uma vitamina de frutas no café-da-manhã caem bem, assim como farelos de aveia misturados a uma banana amassada são uma boa opção de lanche à tarde.

2.Banana

É fonte de potássio e oferece uma injeção de energia para contrabalançar a fadiga causada pela gravidez. Quem está sofrendo de enjoos deve evitar a banana crua, por ela ser indigesta, mas pode comê-la cozida, em temperatura ambiente ou gelada. Se você não gosta dessa fruta, pode tentar ingeri-la picadinha com cereal ou em shakes, com iogurte ou suco de laranja e morango.

3.Carne vermelha

A necessidade diária de ferro dobra durante a gravidez, então é importante incluir no cardápio muitos alimentos ricos nesse mineral. A carne vermelha tem um tipo de ferro facilmente absorvido pelo organismo e por isso deve fazer parte de sua dieta.

4.Tomate

A fruta é rica em vitaminas A, B e principalmente C. Os vermelhos têm maior quantidade de licopeno, substância que protege contra doenças cardíacas e câncer. Contém ainda antioxidantes que atuam na prevenção do envelhecimento das células.

5.Brócolis

O vegetal, disponível o ano inteiro, é rico em vários nutrientes fundamentais para uma gravidez saudável, incluindo ácido fólico, cálcio, fibra e antioxidantes, como o bioflavonóide. Fonte de vitamina C, o brócolis ajuda o organismo a absorver o ferro dos demais alimentos.

6. Leite pasteurizado

A necessidade diária de cálcio durante a gravidez aumenta 20%.Como o nutriente é imprescindível para a formação dos ossos e dentes do bebê, o próprio organismo da mãe absorve-o em maior quantidade nesse período. O ideal é ingerir quatro copos de leite por dia para suprir as necessidades de cálcio.É importante sempre optar pelo pasteurizado por não ter risco de conter microorganismos e bactérias.

7.Queijo

Além de ser fonte de cálcio, o queijo é um alimento versátil, pois pode estar presente em qualquer refeição: cortado em cubinhos sobre uma salada na hora do almoço ou como recheio para o pão no café da manhã, por exemplo. Prefira as seguintes variedades: mussarela de búfala, ricota e cottage, porque têm menor teor de gordura e cheiro mais fraco, o que evita enjôos.

8.Frutas secas

Fáceis de ter sempre à mão, as frutas secas, como damasco, maçã, abacaxi e morango, são uma forma saudável de matar aquela vontade de comer algo doce. Só cuidado com a banana
seca, que é mais calórica e por isso deve ser ingerida em quantidades menores do que outras frutas secas.

9.Feijões, lentilhas e grão-de-bico

Contêm em média 15 gramas de proteínas por xícara, além de serem ricos em vitaminas do complexo B. Têm fibras que auxiliam o sistema digestivo e regulam o intestino. E ainda são fonte de ácido fólico, cujo consumo é fundamental principalmente nos três primeiros meses da gravidez, porque evita malformação do feto.

10.Laranja

São 90% água combinada a diversos nutrientes. O mais importante é a vitamina C, que auxilia na prevenção de anemia e fadiga.A fruta também é rica em fibra, essencial para o funcionamento do intestino. Como você tem de beber 2 litros de líquido por dia, o suco de laranja é uma ótima opção.

11.Soja

Também rica em proteínas, a soja deve aparecer no cardápio, principalmente de quem segue dietas vegetarianas e precisa ficar atento para ingerir a quantidade necessária de aminoácidos, sem comer carne. Meia xícara de tofu, por exemplo, tem 10 gramas de proteína, e a gestante deve ingerir cerca de 60 gramas por dia.

12.Ovos

São uma excelente fonte de proteína, podendo até substituir as carnes, pois contêm todos os aminoácidos essenciais ao organismo. Um ovo cozido na hora pode ser um excelente lanche da tarde. E uma omelete com queijo e legumes cabe muito bem no cardápio do almoço ou do jantar.

13.Nozes

A gordura é fundamental para o desenvolvimento do cérebro do bebê. E é interessante consumir, de maneira equilibrada e orientada, a forma saturada (encontrada na carne e
na manteiga, por exemplo) e também a não-saturada, mais saudável, presente nas nozes.
Mas cuidado: esse é um alimento que engorda e, portanto, precisa entrar no cardápio com
moderação.

14.Folhas verdes

Quanto mais escuro o tom de verde do alimento, mas rico ele é em vitaminas. Espinafre cozinho tem altos níveis de ácido fólico e ferro. Quem não gosta de comer folhas verdes em saladas pode adicioná-las a um sanduíche, misturar na sopa ou em pratos de massas.

15.Pão integral

Trocar o pão branco pelo integral contribui para a ingestão diária de fibra recomendada, que é de 20 a 35 gramas. Comendo duas fatias por dia, seu organismo também ganha ferro e zinco.


Atenção com estes alimentos


- Sushi, sashimi e carpaccio: peixes e carnes cruas estão proibidos. Doenças contraídas deles são especialmente perigosas. Um exemplo é a toxoplasmose, que coloca em risco a saúde do feto, provocando anomalias irreversíveis;

- Embutidos: como salsinha, bacon e peperoni. São ricos em sódio e podem contribuir para o aumento da pressão nas gestantes com predispodição para o problema, colocando em risco a gravidez por conta da eclâmpsia;

- Mel e palmito: escolha o mel industrializado e verifique se ele tem o selo SIF (Selo de Inspeção Federal), que garante sua qualidade e sua procedência. O caseiro pode conter bactérias, como as que causam o botulismo, infecção que compromete o sistema nervoso e pode levar à morte. O mesmo ocorre com o palmito que deve ser fervido por dez minutos antes do consumo.

 

Fonte: Crescer

 

 

Assine a Newsletter

Junte-se às milhares de ma- mães que ficam mais informadas!

E-mail:

 

Inscrever Remover

Colunistas

Dra. Cinthia Cimatti Giovannetti Gouveia - CRO 8989, formada em Odontologia pela Unimar - Universidade de Marília-SP.
Formada em Medicina pela Universidade Oeste Paulista, a Dra. Ana Carolina Zeni, possui diversos cursos de Pós-graduação em Medicina Preventiva e Estética no Brasil e no exterior. site

Maria Cecília Mattos, psicóloga graduada pela PUC-Rio. Além do consultório particular, atua na área da Psicologia Perinatal. maternidadenodiva.com
Izaara Alvarenga é graduada em Nutrição, pela UNILAVRAS, em Lavras - MG. Cursa Especialização na UNESP, Botucatu - SP. Atua na Pastoral da Criança e no Lar Esperança e Vida Mateus Loureiro Ticle, de apoio ao portador de Câncer, em Lavras.
Stella Romanholli - Escreve e fala sobre gastronomia em jornais e programas de Rádio, no Estado de Goiás.
É Geógrafa pela UFGO, Pós Graduada em Saúde Pública pela Universidade Estácio de Sá RJ, Arte Terapeuta pela UCAM RJ, Gastrônoma pela Fac.Cambury GO.
Juliana Chaves Oliveira - Advogada OAB/PR 38.650
Especialista em Direito Contratual
julianacha@ibest.com.br