Home Seus Direitos Seus Direitos Até que mês da gestação a mulher pode dirigir
Até que mês da gestação a mulher pode dirigir PDF Imprimir E-mail
Seg, 08 de Agosto de 2011 18:11

Não existe restrição segundo o código de trânsito, mas recomenda-se que até o quinto mês, a gestante pode dirigir sem grandes problemas, tomando os cuidados gerais, como todo motorista.

A partir do sexto mês, o bebê se movimenta mais na barriga, o que pode tirar a atenção da mulher. Além disso, os reflexos, durante a gestação, ficam mais lentos.

Alguns médicos podem variar o período, de acordo com cada gestante. “Aconselho minhas pacientes a dirigir, no máximo, até o oitavo mês. Mas o cuidado precisa ser redobrado. A grávida se preocupa em tempo integral com o bebê. Quando dirige, não se foca 100% no trânsito. Daí a necessidade de mais atenção”, diz Ângelo Di Fraia Filho, ginecologista e obstetra.

Leve em conta seu estilo de vida, seu cotidiano, sua saúde física e emocional e combine com o obstetra até quando você ficará atrás do volante. E lembre-se que pegar caronas com parentes e amigos ou pegar um táxi podem ser boas opções nos meses finais. Além de não passar pelo estresse de dirigir no trânsito, caso more em uma capital, você vai descobrir que ir e vir sem pensar no carro pode ser bastante cômodo.


Grávida pode andar de moto, bicicleta ou a cavalo?

Você circula de moto pela cidade, não dispensa uma voltinha a cavalo no campo e/ou adora andar de bicicleta na praia? Melhor deixar essas aventuras para depois que o bebê nascer. “O problema não é a atividade, e sim o risco de queda envolvido nelas”, alerta Eduardo Vieira da Motta, obstetra. Ao cair, você aumenta o risco de quebrar a bacia e perder o bebê. No final da gravidez, o acidente pode ser ainda mais sério, pois o útero cheio de sangue piora a hemorragia. Bicicleta, só as fixas, até porque o centro de gravidade muda quando a mulher engravida, aumentando as chances de queda. Se precisar andar a cavalo ou de moto, vá em baixa velocidade, use sempre os equipamentos de segurança e tente proteger a barriga. Lembre-se de que é sempre bom evitar um risco desnecessário. Caso sofra alguma queda, procure o médico imediatamente.

Veja vídeos

Fonte: Revista Crescer



 

Assine a Newsletter

Junte-se às milhares de ma- mães que ficam mais informadas!

E-mail:

 

Inscrever Remover

Colunistas

Dra. Cinthia Cimatti Giovannetti Gouveia - CRO 8989, formada em Odontologia pela Unimar - Universidade de Marília-SP.
Formada em Medicina pela Universidade Oeste Paulista, a Dra. Ana Carolina Zeni, possui diversos cursos de Pós-graduação em Medicina Preventiva e Estética no Brasil e no exterior. site

Maria Cecília Mattos, psicóloga graduada pela PUC-Rio. Além do consultório particular, atua na área da Psicologia Perinatal. maternidadenodiva.com
Izaara Alvarenga é graduada em Nutrição, pela UNILAVRAS, em Lavras - MG. Cursa Especialização na UNESP, Botucatu - SP. Atua na Pastoral da Criança e no Lar Esperança e Vida Mateus Loureiro Ticle, de apoio ao portador de Câncer, em Lavras.
Stella Romanholli - Escreve e fala sobre gastronomia em jornais e programas de Rádio, no Estado de Goiás.
É Geógrafa pela UFGO, Pós Graduada em Saúde Pública pela Universidade Estácio de Sá RJ, Arte Terapeuta pela UCAM RJ, Gastrônoma pela Fac.Cambury GO.
Juliana Chaves Oliveira - Advogada OAB/PR 38.650
Especialista em Direito Contratual
julianacha@ibest.com.br